Calefação de Ambientes

Piso Aquecido - Sistema com eficiência testada e aprovada no frio europeu.

Aquecedor Solar para Residência

Sua casa com água quente a qualquer hora do dia.
 

Aquecimento Solar para Piscina

Antecipe e prolongue o uso da piscina.
 

Serviços e Manutenção

Profissionais treinados e capacitados para melhor lhe atender.

Notícias & Artigos

Células Solares podem fazer com que janelas gerem energia elétrica

Células Solares podem fazer com que janelas gerem energia elétrica

 O grande espaço ocupado por janelas em edifícios de escritórios e arranha-céus pode ser um campo fértil para a colheita de energia solar – se células solares leves pudessem ser feitas com uma eficiência bastante alta e estética atraente. Agora, pesquisadores da Universidade de Oxford anunciam células solares semitransparentes que podem fazer exatamente isto.
Para uso em janelas, as células solares precisam absorver a luz suficiente para produzir energia, mas também deixar passar luz o suficiente para ser transparente. Materiais fotovoltaicos orgânicos podem absorver a luz infravermelha e passar a luz visível, mas eles têm muito baixa eficiência. Semicondutores inorgânicos, como o silício amorfo, absorvem fortemente na parte visível do espectro, de modo que as películas têm de ser muito finas para serem transparentes, diminuindo assim a quantidade de fótons que captura. Eles também tendem a dar janelas uma tonalidade acastanhada ou avermelhada, algo que os arquitetos não gostam.
A equipe de Oxford, liderada pelo físico Henry J. Snaith, construíram suas células solares usando perovskitas, uma classe de materiais cristalinos minerais, que atraiu recentemente muita atenção entre os pesquisadores em energia fotovoltaica. Perovskitas têm propriedades semelhantes aos semicondutores inorgânicos e apresentam eficiência de conversão solar para eletricidade de mais de 15%.
Para fazer com que suas células semitransparentes, os pesquisadores primeiro depositaram um filme da perovskita CH3NH3PbI3 – xClx em vidro revestido com óxido de estanho dopado com flúor. Fizeram o filme por mistura de iodeto de metilamónio e de cloro e chumbo spin-coating a solução, juntamente com um solvente, tal como o dimetilsulfóxido, sobre o vidro. Em seguida, o filme resultante é aquecido a temperaturas que variam entre 90 e 130°C. À medida que a solução resfria, ele foi submetido a um processo chamado de desumidificação, que formaram gotículas na superfície do vidro, levando a ilhas de material cristalino com espaços vazios entre eles como o solvente evaporado. As ilhas absorvem fótons e os convertem em elétrons, enquanto a luz atingindo as áreas vazias passa. O resultado foi uma célula solar transparente com um tom acinzentado.
À medida que a transparência da película aumenta, diminui a eficiência. As células mais transparentes, que permitem transparência de cerca de 30% da luz recebida, converte luz em eletricidade com eficiência de 3,5%. Os filmes mais escuros, com apenas 7% de transparência, teve eficiência perto de 8%. Snaith diz o revestimento ideal seria deixar passar cerca de metade da luz para ter uma eficiência de conversão de 5%. “Acreditamos que há muito espaço para melhorá-lo ainda mais”, diz ele. Ele formou uma empresa, a Oxford Photovoltaics, com a esperança de comercialização de um dispositivo em 2017.
Snaith diz que o próximo passo é determinar a estabilidade do material. Uma célula solar prática deve funcionar por vários anos. Mas, mesmo se ele parar a geração de eletricidade, a janela que contém a célula deve manter a sua cor e transparência por pelo menos uma década. Além disso, as células solares, que seria mais provável ser inserida entre duas placas de vidro em um design de vidro duplo padrão, seria necessário eletrodos transparentes para transmitir a eletricidade. Snaith diz que esses provavelmente consistiriam de nanofios de metal ou óxido de estanho índio spin-revestido.
A nova célula solar é “uma tecnologia fantástica”, diz Yang Yang, chefe da divisão de materiais orgânicos e do grupo de dispositivos da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Yang, que também está pesquisando células solares transparentes para janelas, diz que ainda há desafios para a comercialização de perovskitas, tais como o uso de chumbo e sensibilidade das células à umidade. Mas ele acha que os materiais são promissores: “O rápido progresso da eficiência é sem precedentes na tecnologia de células solares.”

« voltar

Conteúdos relacionados

07/03/2016 - Aquecedor Solar a Vácuo vs Placas de Polipropileno 29/06/2015 - Aquecedor Solar é opção em cesta de soluções energéticas para a crise 20/04/2015 - Energia solar alimenta casas populares 01/02/2015 - Após Anúncio Surpresa, Setor de Aquecedores Solares Aguarda Diálogo Com Governo 01/02/2015 - Holiday Inn Parque Anhembi (SP) investe em energia solar 02/10/2014 - Brasil é preveligiado quando o assunto é aquecimento solar... 16/09/2014 - Famílias de baixa renda vão economizar 70% de energia com aquecedor solar 19/08/2014 - Alemanha bate recorde de energia solar 14/08/2014 - Aprenda a construir um aquecedor solar com material reciclável 07/08/2014 - Casa 'viva' garante economia de água e energia solar com soluções caseiras 02/08/2014 - BANCO INTELIGENTE CARREGA CELULAR COM ENERGIA SOLAR 02/08/2014 - Benefícios da instalação da energia solar 02/08/2014 - Londres inaugura a maior ponte solar do mundo 22/07/2014 - Aquecedor solar a vácuo 22/07/2014 - Aquecedor solar a vácuo 22/07/2014 - Com o aquecedor solar minha conta caiu! 22/07/2014 - Energia verde em casa gera desconto na sua conta de luz 22/07/2014 - Isenção do ICMS incentiva uso de energia solar 21/07/2014 - A Energia Solar no Brasil e Seus Benefícios 21/07/2014 - Casa que produz própria energia é quase 100% autossuficiente. 21/07/2014 - É tempo de energia solar 21/07/2014 - Mito ou Verdade? Saiba quais são as maiores dúvidas sobre aquecedor solar. 15/07/2014 - No mundo do petróleo, Abu Dhabi aposta em energia solar 15/07/2014 - O que é aquecedor solar a vácuo? 28/06/2014 - Aquecedor solar em 300 casas deve gerar economia de energia de 30% 08/05/2014 - Dinamarca estabelece meta de energia 100% limpa até 2050